Morada

Rua da Filarmónica, antigas instalações da EPAC  |  3105-165 Louriçal

Contatos

Célio Martins Dias (Presidente da Direção) – 969 524 497

Redes Sociais

Biografia

A Sociedade Filarmónica Louriçalense foi fundada no mês de Dezembro de 1825, na freguesia do Louriçal, concelho de Pombal.

Ainda a viver sob os efeitos e consequências nefastas trazidas através das Invasões Francesas ocorridas entre 1807 e 1810, cujos registos nos relatam inúmeros atos de vandalismo e assassinatos provocados pelas tropas invasoras, na freguesia do Louriçal nascia em Dezembro de 1825 a Filarmónica Louriçalense.

A sua estreia, segundo dizem as gentes e a tradição, e a fazer fé nos registos obtidos, a Sociedade Filarmónica Louriçalense abrilhantou pela primeira vez as festas religiosas realizadas a 25 Dezembro no lugar de Foitos, Freguesia de Louriçal.

Um fosso difícil de ultrapassar foi o facto de não termos encontrado qualquer apontamento pormenorizado e continuo sobre o percurso da Filarmónica no sec. XIX, mas pode-se revelar que o mesmo tem como pano de fundo o Louriçal que em alguns momentos se funde com a história da Vila e não só 1918 – 93 anos depois da data apontada como da fundação, regressam ao Louriçal no final da l ª Guerra Mundial de 1914/1918, muitos dos mancebos que tinham partido para França integrados no Corpo Expedicionário do Exército Português.

Através de alguma pesquisa, facilmente se conclui que muito provavelmente, o regresso dos ex-combatentes trouxe ao Louriçal algumas alterações ao quotidiano e como a música é um elo de ligação e uma das atividades mais interessantes a que as pessoas se podem dedicar, muito particularmente teve reflexos na Sociedade Filarmónica Louriçalense, a qual alguns desses jovens recém-chegados se associaram. São deste período os estatutos mais antigos que se conhecem, aprovados a 22 de Setembro do ano enunciado. No artigo 10 pode ler-se: “É constituída na vila do Louriçal/, uma Sociedade Artística e de Instrução, que se denomina Sociedade Artística Filarmónica Louriçalense e que tem por fins manter uma banda de música devidamente organizada, sustentar uma escola de musica e canto e conforme fosse crescendo, criar e sustentar outras aulas, tais como: ensino primário, desenho, ginástica e dança”.

Por falar em dança, será também hoje um marco histórico para os executantes quer musicais quer os dançarinos, porque esta mistura de musica e dança é sem dúvida uma forma diferente de nos apresentarmos, e esperamos que seja do agrado de todos vós.

A sociedade Filarmónica Louriçalense, composta por 45 músicos.

Uma Banda e um Coro Juvenil que é composto pelos alunos da escola de música.

Um ensemble de saxofones.

Uma orquestra ligeira.

Indissociavelmente ligada por motivos históricos e por razões culturais à Vila e às Gentes da região, apesar da sua longa existência, só em 1981 se constituiu oficial e juridicamente em Sociedade Filarmónica Louriçalense, por escritura publica lavrada no cartório notarial de Pombal, no dia 29 de Maio do referido ano. Sem dúvida alguma, este marco documental deu início a um novo ciclo a esta emblemática colectividade do Louriçal.

Contrapondo com a eloquente projeção artística e invejável historial atualmente desenvolve um reportório diversificado que se adapta a qualquer situação religiosa ou profana.

É detentora de vários diplomas e menções honrosas, pelo seu papel cultural que tem vindo a desempenhar em todo o país, contando com diversas deslocações internacionais, nomeadamente, Suíça e Espanha.

Nos 195º Aniversário, a Sociedade Filarmónica Louriçalense editou um livro como marco histórico de todos quantos passaram pela instituição. É um álbum de memórias que além de patentear a Filarmónica não deixamos de referir todas as outras instituições culturais e as suas gentes.

A salvaguarda do património é tarefa fundamental do estado e dever dos cidadãos, protegendo-o e valorizando-o.

Assim, para seu usufruto a comunidade do Louriçal é a verdadeira responsável pela guarda destes valores culturais, produzindo os bens que compõem cada vez mais a educação a ser incutida nas crianças e nos jovens de uma forma ativa e duradoura. A comemoração dos 195 anos da Sociedade Filarmónica Louriçalense devem ser motivo de comemoração, homenagem, união, satisfação e esperança no futuro.

Mostra de Trabalhos